O gengibre concha é uma planta muito utilizada para o paisagismo e a ornamentação, devido a sua grande beleza, elas são utilizadas com o objetivo de explorar o seu efeito decorativo de ambientes. No uso paisagístico e decorativo, o gengibre concha é bastante usado na confecção de arranjos florais.

A planta também possui propriedades medicinais. As folhas e raízes do gengibre concha possuem as substancias: kavaína e dehydrokavaína. Conforme os estudos, essas substancias possuem propriedades relaxantes e anti-stress. Além disso, o extrato e o óleo da Alpinia ou gengibre concha possuem ação anti-hipertensiva.
No gengibre concha podem ser encontradas outras substancias com propriedades medicinais, como por exemplo: alcaloides, taninos, cálcio, ferro, zinco, cardamonina, sódio, potássio, isalpinina, canfeno, magnésio e canfora.
Todas essas substancias ajudam a planta a ter uma aplicação fitoterápica, sendo indicado contra doenças como: artrite, asma, etc.
Além disso, o gengibre concha possui propriedades: anticatarral, antitérmica, anti-ulcerogênica e estomáquica.
No entanto, não é recomendado que o gengibre concha seja utilizado por gestantes. A ingestão da planta pode causar intoxicações de grau leve e alguns efeitos cardíacos. É necessário cuidado em caso de contato com a seiva, pois ela pode causar irritações em áreas como a pele e nos olhos.
Tanto as folhas como as flores podem ser consumidas através de chá, licores ou mesmo ao cozinhar acrescenta-se um pouco das flores para aromatizar peixe ou carne.

outras fotos: